22 a 24 de novembro de 2017. UFPA – Belém / PA.

Mesa Redonda

LÉXICO ESPECIALIZADO E FRASEOLOGIA 

 

AS DUAS CARAS DE UMA MESMA MOEDA: a competência fraseológica e a competência intercultural na Tradução de Eis e na Fraseodidática. 

 

 

A linguagem popular é sempre uma preciosa mina para quem souber cavar nela com acerto.  

                     MANUEL RODRIGUES LAPA 

 

Mas por que há ainda um número reduzido de estudos aprofundados sobre elas? Por que muitas EIs não fazem parte dos nossos dicionários? Por que há tão pouco espaço para elas nas gramáticas? Por que, enfim, as EIs são tratadas como um problema marginal na pesquisa lingüística ou no ensino/aprendizagem da língua materna e de uma língua estrangeira?  

                                        (XATARA, 1995, p. 195) 

 

RESUMO: Fillmore (1979, apud ORTÍZ ALVAREZ, 2002), postula que o estudo das expressões idiomáticas representa uma contribuição para a fluência do falante, pois este deve conhecer, além da gramática e do léxico de uma língua, o repertório de formas cristalizadas e seus significados metafóricos, bem como saber adequá-las a contextos específicos. Neste trabalho esperamos colocar em foco reflexões que possam enriquecer as discussões em torno dos universais fraseológicos, especialmente as expressões idiomáticas, assim como compreender qual é o papel da competência intercultural e da competência fraseológica para o tradutor e para o professor de língua. Espera-se também ajudar a diminuir o preconceito linguístico para aquelas formas não canônicas que fazem parte das línguas-culturas dos povos, mas não da variedade culta da língua, embora deem um colorido especial e dinamicidade a elas (as línguas), constituem um autêntico acervo, um tesouro fraseoléxico das comunidades sociolinguísticas em todos os tempos. 

PALAVRAS-CHAVE: tradução, expressões idiomáticas; competência fraseológica; competência intercultural; fraseodidática.

ProfLetras: onde estamos e a memória de futuro

Profa. Dra. Maria da Penha Casado Alves (UFRN)

cgprofletras@gmail.com

Resumo: O programa de mestrado profissional em Letras completa cinco anos de atuação, qualificando professores da educação básica, notadamente do nível fundamental, da rede pública de ensino. Esse trabalho tem como objetivo analisar os impactos sociais dessa formação, os avanços e as dificuldades enfrentadas nesses cinco anos, como também, a partir do que foi realizado, expor as expectativas e estratégias em andamento para que o programa se consolide como espaço qualificado de formação de professores. Para tanto, fundamenta-se tais enfoques em dados oriundos das 49 unidades em todo país, em discussão de temáticas de interesse suscitadas em Fóruns de Coordenadores, produção acadêmica de docentes e discentes e nos encontros do Conselho Gestor do programa.

Palavras-chave: ProfLetras. Formação de professores. Planejamento de ações. Estratégias de projeção.

Contagem regressiva para o início do evento